Buscar
  • Renata Tedesco

3 perguntas que Hiring Managers experientes amam fazer nas entrevistas

Atualizado: 28 de Out de 2020




Acredito que você já deve ter passado por uma entrevista por telefone com um (a) Hiring Manager. Aquela pessoa que decide e que pode “ir ou não com a sua cara”.


Mas antes, deixa eu esclarecer uma coisa:


O dono da vaga experiente tem critérios profissionais para fazer uma avaliação de quem ele quer ou não no time dele.

Afinal, a distância entre uma avaliação madura e uma baseada em achismos de quem ainda não está “pro” suficiente equivale a anos-luz (1 ano luz = ~9 trilhões de quilômetros).


Logo, cabe a um hiring manager experiente avaliações baseadas em:

- dados de performance e engajamento

- fit cultural bem desenhado


Com isso, ele tem autoridade para usar a sensibilidade e a capacidade de avaliação exercitada para sentir se aquela pessoa à sua frente é a pessoa ideal para o seu time = “ir com a cara”.


Portanto, se você está em busca de melhorar a sua performance em uma entrevista de trabalho, veja as perguntas campeãs e a melhor forma de respondê-las:



Você acha que tem o fit da nossa empresa? Porquê?


Já participei de inúmeras discussões sobre o fit cultural.


Por vezes pensei que se tratava de lenda urbana. Em outras, entendi o motivo pelo qual o termo é levado sob efeito manada pra dentro das organizações: porque simplesmente é a essência da casa.


Quando fazemos novos amigos, geralmente queremos ficar perto de quem tem os mesmos interesses, de quem pensa da mesma forma.


E a adaptação cultural é a mesma coisa. Ele faz com que a gente se identifique com a forma de pensar do lugar onde queremos trabalhar e nos permite avaliar valores, princípios e crenças que podem fazer sentido ou não pra nós.


Seja estratégico


O Hiring Manager geralmente quer avaliar se você sabe minimamente para onde está indo ou se você pesquisou sobre os valores da empresa.


E se esses princípios têm a ver com você.


Caso você não seja um fumante, como explicaria que o seu perfil deu “matching” com o de uma empresa fabricante de cigarros, por exemplo?



Como responder melhor:


Deve ter alguma coisa que atraiu você até esta empresa. Claro que pode ser o salário. Claro que pode ser o trajeto próximo da sua casa.


Mas...esses recursos não precisam ser compartilhados. Eles são seus e só seus.


Conte pro Hiring Manager o que você efetivamente observou sobre a empresa, afinal, está prestes a ser contratado para resolver a dor de alguma coisa ou de alguém.


Você pode se perguntar o que o atraiu a ponto de querer resolver essa dor?


A empresa é socialmente responsável? Apoiou alguma ação de que você gostou? Te recebeu bem por um colaborador no estande de brindes? O recrutador foi assertivo? Você ama os produtos e serviços dessa empresa?


Vá fundo!



Conte um pouco das suas experiências


Nada mais justo para quem vai assumir um risco de contratar alguém que não conhece.


Quando você se apresenta a uma pessoa e tem interesse nela, quer dizer mais do que apenas o seu nome, não é mesmo?


Portanto, tenha sempre o seu pitch de 1 minuto pronto em mente para usar nestes momentos e melhorar a sua imagem pessoal.


Não fale da sua vida toda


Acompanhei uma entrevista junto a um executivo norte americano quando trabalhei na Microsoft e uma das perguntas feitas por esse diretor ao candidato, foi: “Tell me about yourself, please”.


Ansioso e visivelmente despreparado, o candidato falou por cerca de 15 minutos sem quase respirar. E contou apenas a história da vida.


Ficamos sem saber sobre os resultados e qual dor ele realmente resolvia.


Você acha que o candidato foi interrompido? Não foi. O diretor fez mais algumas perguntas, encerrou a avaliação, nos despedimos do candidato e em seguida ele me disse:


“Eu não consegui saber quem era aquela pessoa. Provavelmente alguém incrível. Mas, estou examinando riscos aqui e validando qualificações.”


A sua história completa não precisa ser contada no pitch de 1 minuto.



Como responder melhor:


O gestor precisa saber qual problema você resolve, com início, meio e fim. A sua apresentação precisa ter palavras-chave e deixar claro quem é você e o que você faz.


Suas experiências só terão valor consistente e real se você as quantificar e dizer o motivo pelo qual você passou por aquela experiência e quem ou o quê foi impactado por ela.


Exemplo:


Sou Renata Tedesco, administradora de empresas e recrutadora há 15 anos. Minha última experiência no mercado foi liderando a área de Talent Acquisition do iFood, uma empresa _____ que escalou % em 20__. Lá, eu tive a chance de trabalhar com um time de X pessoas e iniciar um processo de automação do recrutamento em parceria com squads técnicas.

No primeiro mês, batemos a meta de _____ aumentando ___ na área X em menos de X meses. Fiz isso utilizando X e beneficiando Y.


Tempo falado: 30 segundos em ritmo médio


Você pode montar como quiser, levando em conta que é só isso mesmo. Principalmente, se você quiser concorrer à posições internacionais.


Dê elementos para que o Hiring Manager possa iniciar uma conversa com você.


E acredite: ninguém quer saber o sufoco que você passou para construir, começar ou terminar alguma coisa.


Você tem alguma pergunta pra mim?


Tenho certeza de que esta pergunta já te deixou sem falar nada no final.


Ou, você tinha tanta coisa pra dizer que você não quis deixar a oportunidade passar e se mostrou super ansioso.


Já estive nas 2 situações e posso te dizer que temos solução!

O Hiring Manager deseja com esta pergunta que você tenha realmente tirado as suas dúvidas.


Este é o momento único e especial que você tem de entrevistá-lo.


Passei por isso quando fui entrevistada pelo presidente da Futurestep/Korn Ferry em 2013 para assumir a posição de liderança de projetos de recrutamento para grandes contas.

Ao final do bate papo, ganhei um convite:


“Você gostaria de fazer alguma pergunta?”


Como responder melhor:


Impossível perder a oportunidade de entrevistar um alto executivo.

As perguntas que você faz dá a quem decide uma visão sobre seus valores e suas experiências.


Leve anotações e sugira o que discutir.

Vale lembrar que a competição é alta e é importante que você seja visto como uma referência positiva, mesmo que a vaga não seja sua.


Que tipo de pergunta fazer?


  • Pesquise temas atuais sobre a empresa

  • Busque informações sobre ações de marca empregadora

  • Encontre informações sobre previsão de vendas

  • Pergunte ao Hiring Manager o que ele espera da sua função


Todas essas dicas garantem a conquista da sua vaga dos sonhos? É claro que não. Mas, dará a chance ao decisor e a você mesmo de ser considerado o (a) candidato ideal.


Aproveite e inicie relacionamentos. Sempre!



**Eu ganhei a vaga na Futurestep e este artigo foi inspirado no meu ex-líder e amigo, Roberto Spuri.



Palavras em itálico no texto e seus respectivos significados:


Pitch - discurso rápido

Matching - coincidência, deu liga

Pro - proficiente em alguma coisa, bom!

Fit Cultural - perfil cultural de uma empresa


243 visualizações0 comentário